Blog

0
Piatan apoia associacao de pessoas com cancer de mama
Em 6 de outubro de 2017 / Acontece

Piatan apoia associação de pessoas com câncer de mama

Neste mês de outubro, a linha de perfumes femininos, colônias body splash e desodorante sem alumínio estarão com desconto especial. A cada item vendido, a Associação de Portadores de Câncer de Mama (APCAM) receberá parte do valor arrecadado

Todo mês de outubro as pessoas são conscientizadas sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), todos os anos são diagnosticados 60 mil novos casos de mulheres com a doença. Ainda conforme a entidade, quanto mais cedo o diagnóstico for feito, maiores as chances de cura, já que no início existe 95% de chance de recuperação total.

APOIO A PREVENÇÃO

No intuito de fazer sua parte em relação a essas estatísticas, a Piatan resolveu lançar uma campanha em que destina parte das vendas da linha de perfumes femininos, colônias splash e desodorante sem alumínio para a Associação de Portadores de Câncer de Mama (APCAM). A entidade oferece apoio a mais de 200 pessoas com a doença. Os pacientes recebem tratamento com psicólogos, enfermeiros, educadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais, oncologista, cirurgião plástico e oncogeneticista.

Todo o trabalho realizado pela APCAM só é possível através de doações e parcerias. Eles recebem roupas, sapatos e acessórios para fazer bazar beneficente ou doar para os pacientes que precisam. Além disso, contam com o apoio de pessoas da comunidade em geral que são voluntárias na associação.

POR DENTRO DA ENTIDADE

Quando chegamos na APCAM, fomos recebidos pela psicóloga Márcia de Faria que nos explicou o papel da associação na vida de todas as mulheres e homens que realizam o tratamento no Hospital das Clínicas. “As pessoas com câncer de mama são acompanhadas pela APCAM desde que recebem o diagnóstico. Muitos de nossos pacientes são de classe baixa e por esse motivo oferecemos suporte como, alimentação e auxílio transporte. Além do acompanhamento multidisciplinar”.

Durante a nossa conversa, Márcia nos confirmou a estatística do INCA, e afirmou que pessoas cada vez mais jovens estão sendo diagnosticadas com câncer de mama e que é muito importante o diagnóstico precoce para alcançar resultados satisfatórios. “Temos pacientes aqui com idade entre 25 a 95 anos. Quem chega com o diagnóstico tardio tem mais dificuldade de ter controle da doença”.

TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR

Uma equipe multidisciplinar, segundo Márcia, é fundamental para o tratamento. “A psicologia tem o papel de acompanhar o paciente em todos os estágios para que ele possa estar amparado psicologicamente. “O câncer é uma doença que desestrutura emocionalmente e por isso os pacientes precisam ser acompanhados de perto. Muitas pessoas, quando recebem o diagnóstico, têm insônia, não se alimentam, se deprimem e se isolam. Por isso o psicólogo está presente para realizar acompanhamento.

Já a assistente social fala com os pacientes a respeito dos direitos que eles têm. A nutricionista tem o papel de orientar para uma alimentação saudável, com o intuito de reduzir a reincidência do câncer. Enquanto o educador físico mostra a importância de praticar exercícios e reduzir em 20% as chances de o câncer aparecer novamente”, conclui a profissional.

HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO
D. Maura nos mostra as roupas que a associação recebeNa APCAM, encontramos mulheres que se enchem de orgulho ao falar da importância que a entidade tem em suas vidas. Tivemos a oportunidade de conversar com a simpática Maura Rodrigues, presidente da associação. Ela também foi uma das vítimas do câncer de mama e superou a doença. Quer saber como ela descobriu o câncer de mama? Acompanhe as nossas redes sociais que postaremos o depoimento dela por lá.

 

 

Maria AparecidaLogo depois conversamos com a Maria Aparecida de 70 anos, ela é a cozinheira oficial da APCAM e nos recebeu com esses pães de queijo que estavam deliciosos. Ela descobriu o câncer de mama em 2004, quando o tumor já estava um pouco avançado. Segundo ela, foi muito importante receber o apoio de todos. “No começo eu assustei, mas graças a Deus recebi o apoio dos médicos, da família, da igreja e da APCAM. Aqui nós somos uma família!”, finalizou ela.

 
Delmira MariaA paciente Delmira Maria nos concedeu uma entrevista também. Ela descobriu o câncer há 8 anos, quando ele ainda estava no início e precisou fazer a operação para retirar o tumor, além de realizar sessões de quimioterapia e radioterapia. Ela nos contou sobre o papel da associação durante o seu tratamento. “A APCAM foi muito importante para o meu tratamento, pois foi através da associação que eu consegui toda a medicação que eu precisava”, conclui ela.

 

Flora SoaresFalamos com a Flora Soares, de 66 anos, que nos contou que considera a APCAM como uma segunda família. Além disso, ela nos relatou a sua história. Segundo ela, estava fazendo exames de rotina e o médico solicitou uma mamografia, “quando eu tirei a blusa, vi que um seio estava maior do que o outro e já percebi que algo estava errado”, relata ela que após doía anos do fim do tratamento se sente curada.

 

 

Parceria entre Piatan e APCAM

Neste mês de outubro, todas as colônias e body splash da linha feminina estarão com um desconto imperdível. Como se não bastasse, quando você comprar qualquer um desses itens, a Piatan vai doar parte do valor para a APCAM.

Facebook Comments

Compartilhe: