Blog

barakat gigantes do bem Em 23 de janeiro de 2019 / Viva Piatan

Dr. Barakat, presente em convenção da Piatan, falou sobre a importância das escolhas mais naturais

“Cada dia mais quero não apenas fazer uso de produtos que promovam saúde e não doença, mas também estar junto de empreendedores e profissionais que têm essa sensibilidade e levantam essa bandeira de encontrar alternativas sustentáveis e acessíveis como missão”

Médico e fundador do Instituto Dr. Barakat de Medicina Integrativa, Dr. Mohamad Barakat é considerado um dos profissionais de maior credibilidade quando o assunto é saúde, bem-estar e qualidade de vida. Provavelmente, alguma blogueira, famoso que você segue já esteve em sua clínica ou, até mesmo, você o acompanhe nas redes sociais, um espaço em que ele se tornou referência, sendo acompanhado no Instagram e Facebook por mais de 1,5 milhão de pessoas do Brasil e de outros países.

Além de sua carreira dedicada à medicina, Dr. Barakat também é autor de dois livros: Pilares para uma vida saudável #EscolhiSerFeliz” e “Ressignificando sua vida #AlimentaçãoSaudável”, publicados pela editora Pandorga.

Presente na 2ª Convenção Gigantes do Bem, da Piatan Natural, que aconteceu em São Paulo, no hotel Holiday Inn Anhembi, no final de 2018, ele falou sobre saúde física e mental. Uma aula na qual, além de conhecimento, o médico compartilhou sua história e mostrou que é possível transformar nossas vidas por meio de nossas escolhas e, assim, atingir nossos propósitos!

 

Confiram o bate-papo exclusivo que a Piatan teve com o Dr. Barakat!

dr barakat

Como o doutor avalia a 2ª Convenção Gigantes do Bem?

 

Quando recebi o convite para conhecer o propósito da Piatan (sua missão e valores), percebi que estava diante de um projeto alinhado à minha filosofia. Todos os envolvidos me pareceram comprometidos verdadeiramente com a promoção de saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Durante o evento, entre os presentes, era nítida a vontade de fazer a diferença no mundo, por meio de nossas escolhas e ações.

Quando um ser humano é desafiado e motivado, ele se torna um agente de transformação tão poderoso que é capaz de mover montanhas. Acredito que, somada as demais palestras, pude trazer um pouco mais sobre como nossas escolhas têm impacto em nossa saúde e – o mais importante – como não é só aquilo que comemos que nos afeta.

Vejo muita gente focada em uma alimentação saudável e natural, mas ainda dependente de alguns produtos tóxicos em vários setores de sua vida.

Hoje, diariamente, sujeitamos nosso organismo à uma infinidade de agentes tóxicos, oriundos de nossa alimentação, dos produtos de higiene que usamos, do ar que respiramos… É essencial podermos ter escolhas que contribuam com a redução de nossa exposição a estes produtos, tais como agrotóxicos, pesticidas, corantes, acidulantes, conservantes, ftalatos, parabenos e tantos outros ingredientes que estão presentes em diversos produtos alimentícios, nos suplementos e, também, em nossos cosméticos, para citar alguns exemplos.

Cada dia mais quero não apenas fazer uso de produtos que promovam saúde e não doença, mas também estar junto de empreendedores e profissionais que têm essa sensibilidade e levantam essa bandeira de encontrar alternativas sustentáveis e acessíveis como missão. Isso é o olhar para o futuro. Para as novas gerações.

 

Falando em escolhas, como elas podem afetar a sua saúde física e emocional?

 

Bom, vamos lá! É bom dizer que as escolhas que fazemos têm impacto em três frentes de nossa vida: genética, hábitos/comportamentos e toxicidade ambiental. Eu, por exemplo, sou filho de pai diabético e mãe com obesidade (família de bariátricos). Estava selado – no meu DNA – que eu herdaria isso.

Ainda que você não tenha o poder de “mudar” seu código genético, você pode desarmá-lo. Durante minha aula no evento, pude falar bastante sobre isso usando o exemplo de um gatilho… uma arma só dispara quando alguém atira. Assim é com o nosso gene. Se você escolher não inflamar seu organismo com alimentação cheia de sódio, farináceos, alimentos ultraprocessados, açúcares, entre outros, você está desarmando este gatilho. Consequentemente terá qualidade de vida e um organismo funcionando em sua plenitude.

Um organismo inflamado – principalmente o intestino – pode gerar quadros de depressão. Sim! O intestino – carinhosamente apelidado de segundo cérebro- produz cerca de 70% da serotonina que atua diretamente em nosso cérebro. E sabe o que ela faz por lá? Entre outras coisas, regulando sono, humor e o apetite. Em um organismo com baixa produção de serotonina, é possível observar quadros de distúrbios do sono, ansiedade e depressão.

barakat

Quando comenta que não são só os alimentos que nos fazem mal, sobre o que mais o doutor se refere?

 

Fazendo um paralelo sobre o que eu disse acima é possível dizer que nós somos mais do que comemos, mas o que absorvemos. Cada micro e macro nutriente nos ajuda a ter uma vida mais saudável. A partir daí é bom dizer que nós estamos o tempo todo absorvendo nutrientes e substâncias em contato com o nosso organismo.

A pele – que apesar de algumas controvérsias – pode ser, também, considerada um dos maiores órgãos do corpo, é também uma porta de absorção. Você sabia que tudo o que passa na pele entra em seu organismo tanto quanto aquilo que você come?

Muita gente se espanta quando falo sobre isso. Por isso, quando comento sobre o poder das escolhas e sobre a importância delas, falo sobre a vida como um todo. Não podemos imaginar que apenas a alimentação tem o poder de desativar gatilhos, dar disposição, se todo o resto não está bom.

Por isso, precisamos criar um novo hábito nas pessoas. Vejo hoje crescer – ainda que timidamente – seções de orgânicos nos supermercados. Mas isso precisa ir além. Veja que temos os produtos de higiene pessoal – em contato com a nossa pele – e também os de limpeza que podem ser inalados por toda a família.

São misturas químicas que poucos se atentam a ler. Por isso, sempre digo que precisamos de cuidado e calma na hora de escolher o que colocaremos dentro de nossa casa. Não precisa fazer isso de uma vez só, mas busque produtos com menos impacto, depois vá atrás de receitas caseiras com produtos naturais. Em tempos mais antigos – dos quais falei muito durante a aula – muitas das “facilidades” que temos hoje não existiam. Então podemos analisar alternativas – não tão novas – para questões que sempre existiram!

 

Quais os cuidados tomados na hora de escolher os ingredientes das composições para produtos desde aqueles de beleza aos suplementos?

 

O ponto de partida deve se concentrar em oferecer algo que seja natural, isento de corantes e substâncias que possam ser nocivas ao organismo. Esses são critérios que não podemos abrir mão, ainda mais frente à uma demanda obscena de produtos que contém ingredientes que terminam por distanciar o suplemento de sua proposta essencial, que é complementar uma determinada necessidade nutricional que a pessoa apresente. Quando o assunto é nossa saúde, a segurança, confiança, transparência e qualidade são palavras de ordem!

Não há milagre: é preciso enxergar como um todo. O suplemento, por exemplo, sozinho, não vai fazer com que você consiga o que quer. Por isso, prego que todos – sem exceção – devem procurar profissionais de medicina e nutrição para uma avaliação minuciosa e indicação responsável de suplementos, orientação de treinos e intensidade.

Acredito que, por meio da união de propósitos, é possível oferecer a experiência de um existir mais pleno e saudável, por meio de um consumo de um produto pensado no organismo humano de maneira integral.

Sem dúvida, observo esse projeto da Piatan. Sua linha de suplemento é diferenciada, graças ao esforço que integra muita pesquisa, respeito à natureza, ao ser humano, somado às competências de um corpo técnico muito qualificado.

Facebook Comments

Compartilhe: